Preto no Branco encerra festa na Praia do Forte

15 novembro 2017 |



Programação de shows continua nesta quarta na Passagem


Quem esteve na Praia do Forte na noite desta terça-feira (14) gostou do que viu. O grupo Preto no Branco, composto por Clóvis Pinho, Jean Michel e Weslei Santos, animou a festa com grandes sucessos da música gospel. O show aconteceu no palco montado na Praia do Forte, com patrocínio do Residencial Mônaco, e apoio da Rádio Litoral FM e Prefeitura de Cabo Frio. No repertório não faltaram ritmos como black music, soul, R&B, samba, pop rock e indie rock entre outros.

A programação de shows pelo aniversário de Cabo Frio, no palco da Praia do Forte, começou no último domingo (12) com uma Mostra Especial do Festival Internacional de Dança de Cabo Frio, que reuniu cerca de 120 dançarinos de 15 academias para um espetáculo emocionante de mais de três horas, e na segunda (13), dia do aniversário da cidade, com um grande show da Marrom, Alcione.


Encerrando a programação de shows, nesta quarta-feira (15), no Largo São Benedito, na Passagem, tem um encontro musical inédito e histórico, unindo dois dos mais importantes músicos do Brasil: de um lado Roberto Menescal, músico, arranjador, produtor, um dos pilares da bossa nova e parceiro em clássicos como “O barquinho”, “Ah, se eu pudesse”, “Errinho à toa”, “Nós e o mar”, “Rio”, “Você” e “Vagamente”, só para citar alguns. De outro o cabo-friense Abel Silva, escritor e letrista de mão cheia, que tem entre os parceiros mais constantes nomes como Fagner, João Donato, Dominguinhos, João Bosco, Moraes Moreira, Francis Hime, Ivan Lins, Geraldo Azevedo e o próprio Menescal.

Fotos: Divulgação


Cresce vaga de emprego após leilões do petróleo, em Macaé

|


A segunda e a terceira rodadas de partilha do pré-sal, ocorridas em outubro; o 14° leilão, com áreas no pós-sal, realizado em setembro e a expectativa da quarta rodada do pré-sal e do 15º certame do pós-sal dão novo fôlego ao setor e prometem aquecer o mercado de trabalho. A perspectiva é de que até 2020 sejam criadas cerca de 500 mil oportunidades de trabalho diretas e indiretas no arranjo produtivo de petróleo e gás no país, de forma gradativa, segundo o Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (IBP).

Em Macaé, dados da Central do Trabalhador da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda já sinalizam a melhora na geração de vagas de emprego: nesta semana há 294 oportunidades. Na semana passada, foram 318 e na anterior, em 30 de outubro, 292 postos de trabalho. No início de outubro, a média semanal foi de 100 vagas de emprego, ou seja, as oportunidades quase triplicaram.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Gustavo Wagner, o resultado prático da retomada do calendário de leilões é a volta dos contratos e consequentemente dos empregos. "Isso mostra o reaquecimento do mercado, uma vez que as atividades de estudo, prospecção e desenvolvimento são as maiores demandantes para a cadeia de fornecimento", citou.
A segunda e a terceira rodadas do pré-sal ofertaram oito lotes das bacias de Campos e Santos, registrou R$ 6,15 bilhões arrecadados com 75% das áreas arrematadas - seis blocos. Já na 14ª Rodada de Licitações de Petróleo e Gás, a Bacia de Campos foi o destaque com todos os blocos arrematados, com negociações no valor de R$ 3,6 bilhões dos R$ 3,8 bilhões da rodada.
Avanço
O Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis garante que os leilões vão oportunizar a oferta e as contratações de emprego, em curto, médio e longo prazo, como o processo de exploração e produção de petróleo.
De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, as rodadas de licitações contribuem para a abertura de novas oportunidades de desenvolvimento econômico e somam às mudanças na área. "As rodadas do pré-sal e do pós-sal, os avanços legais e tributários garantidos pelo governo federal, tais como a flexibilização das regras de conteúdo local e a prorrogação do Repetro são catalisadores neste cenário", citou.



Gustavo Wagner pontua que Macaé está pronta para a retomada do setor, sendo um município com expertise de 40 anos em apresentação de solução para a indústria do petróleo. "Percebemos que as ações destravam investimentos e ajudam a implantar um novo ciclo de desenvolvimento e geração de emprego. Macaé tem todo o potencial para receber novos investimentos, é o centro da prestação de serviço para exploração e produção de petróleo no Brasil e na América Latina", comentou.

Calendário de leilões continua em 2018

A quarta rodada de leilões do pré-sal, marcada para junho de 2018, ofertará cinco blocos, dos quais quatro em frente ao litoral do Rio de Janeiro. Se todas as áreas forem arrematadas, a expectativa é de um investimento de R$ 60 bilhões para a cadeia de óleo e gás.

Os quatro lotes localizados no litoral do Rio são denominados Dois Irmãos, Saturno, Três Marias e Itaimbezinho e ficam entre as bacias de Santos e Campos.

Já a 15ª rodada de licitações com blocos no pós-sal e em terra vai ocorrer em 29 de março, quando serão ofertados 70 blocos, sendo 49 nas bacias marítimas de Campos, Santos, Ceará, Potiguar, Sergipe-Alagoas. Neste leilão, o regime é de concessão e vence a licitação a empresa que pagar o maior bônus para o governo. 

Central do Trabalhador capta vaga e encaminha profissional

A Central do Trabalhador de Macaé fica localizada em frente ao Estádio Cláudio Moacyr, na Barra, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Não é necessário fazer agendamento para concorrer a uma das vagas. Ela capta as vagas de emprego no mercado e cruza com dados dos trabalhadores, encaminhando para a oportunidade.

Três serviços gratuitos são disponibilizados para o trabalhador: encaminhamento para vaga de emprego, emissão de carteira de identidade e de trabalho. Para emissão de carteira de identidade e de trabalho é necessário fazer o agendamento pelo site www.macae.rj.gov.br/trabalhoerenda ou pelo 0800-0211138. Em seguida, o candidato deve comparecer à CTM. Em caso de dúvida, o trabalhador pode ligar para a Central pelo telefone (22)2763-6344. 

Texto: Janira Braga Figueiredo
Foto: Arquivo Secom


'Não me Recupero do Vazio do Seu Corpo' estreia no Teatro dos Arcos, em SP

13 novembro 2017 |


O projeto Berçário Teatral, que apresenta espetáculos com entrada gratuita no Teatro dos Arcos com o objetivo de revitalizar o espaço cênico localizado na Bela Vista, apresenta o espetáculo “Não me Recupero do Vazio do Seu Corpo”, do OBARA - Grupo de Pesquisa e Criação, com direção de Lu Carion. A estreia acontece dia 25 de novembro e a peça fica em cartaz até 17 de dezembro, aos sábados e domingos, às 19h.

Este é o quinto espetáculo dentre as seis novas produções que compõem o projeto Berçário Teatral. A montagem do OBARA parte de reflexões a respeito do distanciamento, cada vez maior, dos corpos em uma sociedade frenética e saturada de estímulos. A ausência de vínculos e o vazio causado por uma virtualidade excessiva são parte da temática dessa dramaturgia inédita, que se constrói de forma fragmentada, repetitiva, muitas vezes aleatória e descontínua.

A virtualidade tem se tornado uma constante em nossa sociedade contemporânea, que constrói mais relações com o virtual do que com o real. O espetáculo aborda estas questões a partir de jogos e improvisos com partituras corporais que compõem a dramaturgia cênica.  Silvia Camossa,  escritora e ex-integrante do grupo,  recompôs de forma lúdica o texto cênico, a partir de fragmentos de registros dos atores durante processos anteriores.

Partindo da ótica de que o corpo é indissociável de sua sensibilidade, “Não me Recupero do Vazio do Seu Corpo” é uma busca pela reaproximação de corpos tão distanciados de si mesmos, pela urgência de vínculos em tempos de tantas ausências.

SOBRE O GRUPO OBARA – GRUPO DE PESQUISA E CRIAÇÃO

O OBARA - Grupo de Pesquisa e Criação foi criado por Lu Carion em 2001, na USP, a partir de sua pesquisa sobre o treinamento do ator com base na Técnica Klauss Vianna, em parceria com as atrizes Paulina Caon e Veronica Veloso. Hoje o trabalho é desenvolvido na Sala Crisantempo, na Vila Madalena, com novos integrantes. O grupo continua a investigação sobre a aplicação dos princípios e instruções de TKV para o treinamento e processo criativo do artista cênico.

Klauss Vianna foi bailarino, professor, coreógrafo, preparador corporal e diretor teatral. Suas importantes pesquisas  sobre o movimento consciente resultaram em importantes  transformações na concepção, na pedagogia de ensino  e em processos criativos nas artes cênicas.

SOBRE A DIRETORA LU CARION

Lu Carion é graduada em Comunicação pela FAAP–SP (1977), mestre em Artes Cênicas pela Escola de Comunicação e Artes da USP (2004). Durante o aprofundamento sobre a aplicação dos princípios da Técnica Klauss Vianna no treinamento e processo criativo do ator, que gerou sua tese de mestrado, fundou o Obara – Grupo de Pesquisa e Criação (2001). Nesta pesquisa estudou com especialistas, como, Antunes Filho (CPT), Daniele Finzi Pasca (Teatro Sunil Ensemble), Stefano Vercelli  (Laboratório de Pontedera), Jan Ferslev (Odin Teatret), Kouyaté Sotigui (Théatré dês Bouffes du Nord), Jerzy Grotowsky e Thomas Richards.

Como educadora lecionou no Departamento de Artes Cênicas da ECA-USP e atualmente é professora das disciplinas Processo Lúdico e Processo Criativo/Teatro do Curso de Especialização da Técnica Klauss Vianna, da PUC-SP; do  curso de especialização de Terapia Através do movimento da Faculdade Angel Vianna – FAC-RJ, , e professora na Sala Crisantempo (treinamento e processo criativo). Tem experiência e atua na área das artes cênicas como atriz, educadora, dramaturgista e preparadora corporal de grupos teatrais.

SOBRE O ELENCO

- Bia Miranda é atriz formada pelo INDAC Escola de Atores, tem 20 anos e ingressou no grupo OBARA em 2016, através da aula "Treinamento do Ator" na Sala Crisantempo, ministrada por Lu Carion. Participou durante 7 anos do Grupo de Teatro do Colégio Rio Branco, de 2008 a 2014, e nos últimos dois anos participou de oficinas de interpretação e linguagem com profissionais como Tania Kesselman, Cristiane Urbinatti, Maristela Chelala e Brava Cia. Em 2017, participou da primeira edição da “Oficina de Cenografia” com Chris Aizner e produziu o figurino da peça “Retratos e Canções”, escrita e dirigida por Renato Andrade.

- Livia Vilela é atriz, preparadora corporal, arte-educadora. Mestranda pela ECA-USP em Artes Cênicas (Pedagogia do ator / Formação do artista teatral); pós-graduada no curso Lato Sensu - Especialização da Técnica Klauss Vianna pela COGEAE- PUC/SP (2014), desde 2002 pesquisa a Técnica Klauss Vianna aplicada no corpo do ator. Integrou o grupo Lupa de teatro e atuou, entre outros, nas peças “Aviso às Borboletas” com direção de Bete Dorgam. Atuou também em “Pedreira das Almas”, direção Brian Penido Ross. Integra o OBARA - Grupo de Pesquisa e Criação desde 2005. É propositora do Vulcão [criação e pesquisa cênica] em conjunto com Vanessa Bruno, Elisa Volpatto, Paulo Salvetti e Rita Grillo. Com o Vulcão atuou em "Brincar de Pensar - contos de Clarice Lispector no palco para pessoas grandes ou pequenas", realizou assistência de direção e preparação corporal dos solos "Pulso”, a partir da vida e da obra de Sylvia Plath, e "A Dor”, a partir de La Douleur de Marguerite Duras. 

- Luciana Romani é atriz e bailarina. Formada em Teatro pela Oficina de Atores Nilton Travesso e Bacharel em Dança - Comunicação das Artes do Corpo - pela PUC/SP. Em Nova Iorque estudou na The American Academy Of Dramatics Arts e fez aulas em diversas escolas de dança: Alvin Ailey, PMT, Steps on Broadway. Pesquisadora de Jazz Dance e Dança Contemporânea, participa há 7 anos do grupo Obara. É também professora,  coordenadora pedagógica e diretora artística da EDA- Escola de desenvolvimento artístico.

- Tássia Melo é atriz, bailarina e professora. Graduada em Educação Física, formada em Ballet pela Royal Academy of Dance e em teatro pela Escola de Atores Wolf Maya. Participou de cursos de aprimoramento em dança em cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Joinville, Puebla (México), entre outras. Desde 2014, pesquisa a Técnica Klauss Vianna direcionada ao treinamento e processo criativo cênico. Possui mais de dez anos de experiência como professora de dança e teatro para crianças, adolescentes e adultos. Em TV e cinema, participou do filme “E a Vida Continua”, de Paulo Figueiredo. Em teatro, atuou nas peças “Tio Vânia” pelo projeto Ademar Guerra sob direção de Erick Gallani; “São Paulo Surrealista I” e “São Paulo Surrealista 2: A Poesia feita Espuma”, da Cia Teatro do Incêndio sob direção de Marcelo Marcus Fonseca. Foi diretora de movimento nas montagens “Fora da Ordem” e “Macunaíma”, com direção de Paulo Marcos Brito.  Também trabalhou em “O Lugar de Onde se Vê” e “O Novo Rei de Beleléu”, da Cia Ouro Velho, sob direção de Paulo Marcos Brito.

Tiago Salgado é formado em teatro pela Oficina de Atores Nilton Travesso em 2012. Integrante do grupo Obara desde 2011. Fez aulas e coaching vocal, curso de iluminação com André Lemos e participou de diversas campanhas publicitárias. Em Nova York participou de curtas na New York Film Academy. Hoje é diretor da EDA- Escola de Desenvolvimento artístico, graduando em educação física e atua como gaitista no duo de blues “Wild Salt”.

- Tito Soffredini  é formado em Artes Cênicas pela Escola Superior de Artes Célia Helena. Começou no teatro em 1999 com a peça “Vacalhau e Binho”, de Zé Fidelis e Carlos Alberto Soffredini. Desde então vem se aprimorando em diversos cursos e atividades como ator. Sua última peça em cartaz foi “Sonhos não Envelhecem”, adaptação musical de ”Sonhos de uma Noite de Verão” com músicas do Clube da Esquina, com direção geral e musical de Fernanda Maia. Começou a cantar com Roberta Forte aos sete anos de idade e estuda hoje com Flavia Maria. Em 2015, teve seu primeiro contato com a Técnica Klauss Vianna. Estuda a técnica aplicada para atores com Lu Carion.

A EQUIPE

- Carol Fig é formada em Direção Cinematográfica na Academia Internacional de Cinema. Iniciada em 2015 na Técnica Klauss Vianna no espaço Sala Crisantempo, busca a consciência corporal para criação de projetos e obras pessoais e do OBARA - Grupo de Pesquisa e Criação, produzindo curtas-metragens como diretora de arte, fotógrafa e editora.

Cezar Siqueira é psicanalista clínico, formado em Psicologia e, também, em Comunicação Social. É ator e foi membro do OBARA - Grupo de Pesquisa e Criação durante sete anos, participando de quatro exercícios do grupo. A partir de sua experiência com comunicação, realizou trabalhos de design gráfico e fotografia em diversos espetáculos de teatro.

- Gabriela Rocha é formada em Cinema pela Academia Internacional de Cinema em 2016. Estreou como atriz no longa-metragem “As Melhores Coisas do Mundo”, de Laís Bodansky. Já atuou em diversos curtas. Na TV seu trabalho mais marcante foi a série “Vizinhos”, do canal GNT, e algumas participações em séries como “PS!”, “O Caçador” e “3%” . Entrou no OBARA - Grupo de Pesquisa e Criação em 2015, onde conheceu e entrou em contato com a Técnica Klauss Vianna.

SOBRE O PROJETO BERÇÁRIO TEATRAL

O projeto Berçário Teatral tem como objetivo viabilizar apresentações de espetáculos com entrada grátis no Teatro dos Arcos, localizado na Bela Vista. A realização começou no início de agosto este ano com o espetáculo de improviso “Não Tem Xícara”, idealizado e dirigido por Ian Soffredini. Depois recebeu as montagens inéditas “Terra dos Outros Felizes – o Jogo dos Amigos Imaginários”, texto de Michelle Ferreira e direção de Vanessa Guillen; “Existe Sexo Depois do Casamento?”, de Jeff Gould, direção de Isser Korik; e “Lá Fora é Pior”, texto e direção do Núcleo de Pesquisa Teatral Arcos Dramatúrgicos.

FICHA TÉCNICA

Direção: Lu Carion
Elenco: Bia Miranda, Livia Vilela, Luciana Romani, Tássia Melo, Tiago Salgado e Tito Soffredini
Texto original: Cezar Siqueira, Diego Tresca, Livia Vilela, Márcio Rossi, Marco Spivack, Nina Brondi, Rodrigo Lage
Apoio dramatúrgico: Silvia Camossa
Cenografia, iluminação e figurino: OBARA - Grupo de Pesquisa e Criação
Trilha sonora: Pedro Destro e Tiago Salgado
Produção multimídia: Gabriela Rocha
Apoio audiovisual: Magê Cecheio
Fotos: Carol Fig, Cezar Siqueira e Gabriela Rocha
Identidade visual: Cezar Siqueira
Produção: Tito Soffredini

 “Não me Recupero do Vazio do seu Corpo”
Local: Teatro dos Arcos (Rua Jandaia, 218. Bela Vista. Tel: 11 3101-8589)
Estreia: 25 de novembro
Temporada até: 17 de dezembro
Apresentações: sábados e domingos, às 19h.
Capacidade: 50 lugares
Ingresso: Grátis (entrega de convites no local uma hora antes da sessão)
Duração: 45 minutos
Classificação etária: 12 anos 

TEATRO DOS ARCOS
Telefone: 11 3101-8589
Capacidade: 50 lugares
Horário de funcionamento da bilheteria: somente nos dias de apresentação, uma hora antes.
Acesso para cadeirantes
Ar-condicionado
Estacionamento conveniado: avenida Brigadeiro Luiz Antônio, 502. Valor: R$ 20,00

Foto: Cezar Siqueira


Encontro com cosplayers Liga da Justiça no Rio de Janeiro

|


No dia 15 de novembro, o TopShopping promoverá o encontro com cosplayers da Liga da Justiça: Batman, Aquaman, Mulher Maravilha, Super-Homem e Flash. A ação é em homenagem à estreia do filme “Liga da Justiça”, que tem previsão para lançamento oficial no dia 16 de novembro.

Os cosplayers irão passear pelo shopping, interagindo com os clientes, que também poderão ir fantasiados e tirar fotos com os personagens. O encontro será realizado na quarta-feira (15), feriado da Proclamação da República, das 17h às 19h.


ENCONTRO COM COSPLAYERS LIGA DA JUSTIÇA
Data: 15 de novembro.
Horário: das 17h às 19h.
Evento gratuito!

O TopShopping está localizado na Av. Governador Roberto Silveira 540, Centro – Nova Iguaçu, Rio de Janeiro. Telefone: (21) 2667-1787.


Fotos: Divulgação

‘Marcia Peltier Entrevista’ Paulo Rezzutti na Rádio JB FM

12 novembro 2017 |


O Programa Marcia Peltier Entrevista na rádio JB FM  traz  na semana  de   13 a 19  de novembro , a  conversa com o historiador e escritor Paulo Rezzutti.

Ele é um pesquisador especialista na história da família real brasileira.


É autor de vários livros sobre o tema,o mais recente :''Dona Leopoldina,a História Não Contada.A Mulher que Arquitetou a Independência do Brasil'',lançado este ano.

Também escreveu: ''Dom Pedro,o Homem Revelado por Cartas e Documentos Inéditos'' e ''Titilia e o Demonão:Cartas Inéditas de Dom Pedro à Marquesa de Santos'',entre outros.

Durante a conversa com Marcia Peltier, ele revela quem era  Dona Leopoldina,porque ela teve uma importância no processo de independência do Brasil,fala da relação dela com Dom Pedro I,revela detalhes da vida do imperador,aborda a fama dele de ''mulherengo '' e ''boêmio'',conta da relação dele com a Marquesa de Santos e comenta as últimas palavras de Dom Pedro II ao morrer no exílio.

 Você não pode perder  Paulo Rezzutti no Marcia Peltier Entrevista na rádio JB FM  (99.9),em duas edições :de segunda à sexta,pela manhã  às 7h50 e  à noite,às 18h15,dentro do Painel JB.E aos sábados e domingos às 10h e18h.

E a partir de 20/11 você vai poder ouvir a entrevista completa também no site da JB FM(www.jb.fm).

Foto: Martina Mombelli


'O entregador de pizza', agora no Teatro do Ator, na Praça Roosevelt

06 novembro 2017 |


Num apartamento simples de São Paulo, mora Aquiles dos Santos, vulgo Kéku (Hilton Have), senhor aposentado que, nas horas vagas, se distrai fazendo tapeçarias. É bem relacionado a pessoas influentes mas tem poucos amigos, apenas os que lhe restaram da época da juventude.
Kéku tem hábitos estranhos, especialmente na hora de dormir.... É uma pessoa atenciosa e gentil.  Tem uma rotina calma e tranquila até o dia em que pede uma pizza, o que vai mudar totalmente sua vida e seu humor.
Com texto de Wilson Coca e direção de Sebastião Apolônio, O Entregador de Pizza faz temporada de 04 de Novembro a 02 de Dezembro no Teatro do Ator.

 O entregador de pizza 
De 04 de Novembro à 02 de Dezembro.
Elenco: Hilton Have e Rafhel Carvalho
Teatro do Ator
Praça Roosevelt, 172 - Centro – SP
Tel. 3257-3207
Capacidade:100 lugares
Sábados – 22 horas
Preço: R$50,00
Estacionamento ao lado – R$15,00
Acesso portadores especiais.
Classificação: 18 anos
Sites para compra: www.sampaonline  /  www.bilheteriaexpress.com.br
Bilheteria: De terça à domingo  a partir das 15 horas.

Foto: Divulgação


‘Marcia Peltier Entrevista’ Leoni na Rádio JB FM

05 novembro 2017 |


O Programa Marcia Peltier Entrevista na rádio JB FM  traz  na semana  de  seis à 12 de novembro, a  conversa com um dos grandes nomes do pop e do rock no país: o cantor e compositor Leoni.

Ele foi integrante do ''Kid Abelha'' uma das bandas do chamado Rock Brasil dos anos 80 que revolucionou a música brasileira para sempre.


Depois do Kid Abelha, fundou outro grupo de grande repercussão,os ''Heróis da Resistência''.

Foi parceiro de grandes nomes como Cazuza,Léo Jaime,entre outros. 

Durante a conversa com Marcia Peltier, ele fala de seu mais recente show,o ''Multiversos'',revela sua paixão pela poesia,comenta seus grandes sucessos,fala de sua trajetória e comenta de onde vem a inspiração para algumas de suas músicas. 

 Você não pode perder  Leoni no Marcia Peltier Entrevista na
rádio JB FM  (99.9),em duas edições :de segunda à sexta,pela manhã  às 7h50
e  à noite,às 18h15,dentro do Painel JB.E aos sábados e domingos às 10h e18h.

E a partir de 13/11 você vai poder ouvir a entrevista completa também no site da JB FM(www.jb.fm).

Fotos: Divulgação



Uma exposição para ninguém perder a hora

01 novembro 2017 |


Museu do Relógio promove a 45.ª Retrospectiva com itens raros e visitação gratuita
Localizado na cidade de São Paulo, o Museu do Relógio “Prof. Dimas de Melo Pimenta” é o único estabelecimento do gênero na América Latina e abriga um amplo e variado acervo.
Com mais de 650 itens em exposição, o local possui peças raras vindas de todas as partes do mundo.

A visita permite ao público uma imersão histórica no campo da relojoaria por meio de informações e ainda observação de objetos curiosos como a cafeteira-despertador.

Entre os dias 15 e 20 de novembro, o Museu do Relógio promoverá a sua 45ª Retrospectiva, com entrada gratuita.

O grande destaque da edição de 2017 é o “Navio Canhoneira a Vapor” com seu sistema de medição.

A peça é de origem francesa e representa a revolução ocorrida tanto no âmbito tecnológico como militar e que definiu a supremacia dos países ocidentais sobre todos os demais no século XIX.

Eram tempos de nações dotadas de grandes marinhas, capazes de navegar longas distâncias e também eram providas de grande poderio bélico.

O modelo que o público poderá conferir durante a retrospectiva no Museu do Relógio é semelhante ao francês “La Gloire”, que foi o primeiro navio de guerra do mundo feito em chapas de ferro. A embarcação imprimia uma exuberância notável.

Temos um numeroso catálogo que traz modelos históricos, variados e curiosos que agradam todo tipo de público, desde os aficionados por relojoaria, acadêmicos de diversos setores, crianças e jovens estudantes. E a retrospectiva é um momento especial e importante para ampliar o acesso dos visitantes ao nosso museu”, detalha Dimas de Melo Pimenta II, presidente da DIMEP.

Além desse evento em novembro, o Museu do Relógio mantém visitação aberta durante todo o ano, recebendo o público em grupos agendados ou visitas individuais.

Sobre o Museu do Relógio

O Professor Dimas de Melo Pimenta, fundador da empresa DIMEP (que traz as iniciais de seu nome), possuía uma coleção de relógios. E foi a partir desse acervo particular que criou o Museu do Relógio em 1950.

Com rápida consolidação, o espaço passou a receber doações o que resultou na expansão do acervo que abriga atualmente boa parte da história relojoaria, não somente do Brasil como mundial.

O Museu do Relógio abriga em seu acervo todas as tecnologias já usadas pelo homem para a contagem da passagem do tempo, sendo um dos principais museus do mundo em seu segmento. 

45ª Retrospectiva do Museu do Relógio
15 a 20 de novembro
De 2ª à 6ª das 10h às 17h.
Sábado e Domingo das 10h às 14h.
Telefone: (11) 3646-4000

Foto: Divulgação