Espetáculo 'Terra dos Outros Felizes' estreia no Teatro dos Arcos

16 agosto 2017 |


O espetáculo "Terra dos Outros Felizes - O jogo dos amigos imaginários" estreia no Teatro dos Arcos dia 02 de setembro e fica em cartaz até o final do mês, com entrada grátis. Escrito pela jovem e reconhecida dramaturga Michelle Ferreira, o espetáculo tem direção de Vanessa Guillen e é a segunda produção a ser apresentada pelo projeto Berçário Teatral, que até o final do ano apresentará novos espetáculos no Teatro dos Arcos.

A montagem transita entre o real e o imaginário, abordando questões como medo, solidão e a busca frenética pela felicidade.  Em “Terra dos Outros Felizes - O jogo dos amigos imaginários” nove personagens estão fechados em uma casa de praia durante um dia de chuva e ali transitam entre ilusão e realidade. Ao receber o resultado de um exame e descobrir uma doença que pode ser fatal, a protagonista Silvia, interpretada pela atriz Deborah Graça, vive como em sonho. Cercada por personagens, ora atores, ora pessoas reais de sua vida, ela experimenta momentos intensos entre epifanias, lembranças e ficção. Silvia assiste a tudo sem nunca saber se pertence ou não à “terra dos outros felizes”.
Nessa espécie de reavaliação da própria vida, Silvia reencontra diversos amigos em sua imaginação. Em um jogo quase absurdo, a peça levanta questões como "qual é o tamanho do vazio em nossas relações?", "qual é a dose de realidade que precisamos para agir?" e "o que é real e o que é inventado em nossas mentes?".

O espetáculo propõe uma narrativa não linear, sem deixar de lado a comunicação clara com o público. “A peça retrata bem o momento em que vivemos, mostra relações superficiais e a dificuldade das pessoas em se aprofundarem no contato com o outro”, explica Vanessa Guillen, que privilegia o realismo na atuação para que se evidencie ainda mais a dúvida entre ficção e realidade presentes no texto.

A dramaturga paulistana Michelle Ferreira já teve seus textos encenados com grande repercussão na cena teatral. Exemplo disso são as peças “Animais na Pista”, “Como ser Uma Pessoa Pior, “EstudoHamlet.com”, “Riso Nervoso”, “Sit Down Drama” e “Tem Alguém que Nos Odeia”. Agora a autora faz parceria com a diretora Vanessa Guillen, que já trabalhou com importantes profissionais do teatro e da dança, como José Possi Neto, Cláudia Raia, Christiane Torloni, Paulo Goulart Filho e atuou no Balé da Cidade de SP, entre outros projetos.

A direção escolheu um elenco com vários artistas expoentes do cenário atual paulistano: Bárbara Salomé, Deborah Graça, Dyl Pires, Ernani Sanchez,Fernando Fecchio, Fezu Duarte, José Sampaio, Katia Calsavara e Nina Morena. A equipe se completa com Márcia Pires, que assina o cenário; iluminação de Rossana Boccia, trilha sonora de Peter Mesquita e figurinos de Fernando Fecchio.

SOBRE A AUTORA 

Michelle Ferreira é atriz, dramaturga, roteirista e diretora. Formada pela Escola de Arte Dramática, cursou a Faculdade de Ciências Sociais, ambas na Universidade de São Paulo. Foi integrante do Núcleo de Dramaturgia do CPT, com coordenação de Antunes Filho por oito anos. É uma das formadoras na área de Dramaturgia na SP Escola de Teatro. Foi duas vezes finalista do Prêmio Luso-Brasileiro de Dramaturgia (2009, com “Reality Final”, e 2011, com “Tem Alguém que nos Odeia”). Ganhou o segundo lugar do Prêmio Heleny Guariba de Dramaturgia Feminina e foi uma das classificadas para o concurso Nova Dramaturgia Brasileira realizado pelo CCBB (Reality Final). Com a peça “Os Adultos Estão na Sala” foi indicada ao Prêmio Shell de melhor autora em 2013. Estreou “Tem Alguém que nos Odeia”, sua primeira peça no exterior, em Glasgow, Escócia, em abril de 2016.

SOBRE A DIRETORA 

Vanessa Guillen é diretora, coreógrafa e bailarina. Cofundadora e diretora da Abominável Cia, realiza trabalhos autorais em teatro, dança e teatro musical. Já se apresentou com importantes companhias de dança brasileiras, como Balé da Cidade de SP, em Barcelona, Taipei, Montevidéu, Viena, Dusseldorf e outras cidades. Entre suas direções estão “O Homem n´Água”, de Claudia Schapira, com Paulo Goulart Filho; “Valsa nº 6”, de Nelson Rodrigues; e “Subterrâneo”, baseado em Dostoiévski, da Abominável Cia. Coreógrafa dos projetos MPB Em Cena há 3 anos com espetáculos em cartaz no Teatro Folha; “Constellation”, dir. Jarbas Homem de Melo; “Cinderela”, dir. Isser Korik; e “Mamonas O Musical”, dir. José Possi Neto. Diretora de movimento de Luiza Possi e Zizi Possi. Assistente de direção e preparadora na Cia Os Satyros na peça “Roberto Zucco”, prêmio Shell e APCA de melhor direção. Assistente de direção e diretora residente de José Possi Neto nos musicais: “Ghost”, “Raia 30 Anos”, “Crazy For You”, “Cabaret”, “New York New York”, “Emoções Baratas”, “Bark! Um Latido Musical” e nas peças “Vidas Privadas” e “Master Class”, com Christiane Torloni.

SOBRE O ELENCO

- Deborah Graça tem mais de 20 anos de carreira. Atuou nas montagens teatrais “Do Outro Lado da Rua”, do Núcleo Experimental, “A Arte de Pensar Negativamente”, da Cia. Sem Censura, “Philosophy in the Boudoir” no Hollywood Fringe Festival, em Los Angeles; “Vestido de Noiva”, “Roberto Zucco”, da Cia Os Satyros; “A Gaivota no Infinito do Espelho”, direção de Marcelo Galdino; “Quarto 77”, direção de Roberto Lage; Entre os musicais estão “O Soar da Liberdade” e “Kin ConKrof”, direção de Carlos Bauzys. Conquistou o Prêmio FEPAMA em 2001 e 1998 pela atuação em “Bodas de Lata” e “Mamma Mia, Nona!” de Hamilton Saraiva e recentemente o Prêmio “Extension” no Hollywood Fringe Festival 2013 Los Angeles.

- Fernando Fecchio é ator e figurinista. Atuou em diversas companhias, entre elas, a "Cia Elevador de Teatro Panorâmico", "Cia da Revista", "Antikatártika Teatral" e atualmente integra o elenco da Cia. Parlapatões Patifes e Paspalhões. Entre as mais de 25 peças encenadas se destacam "Rei Lear", dir. Ron Daniels; "Camino Real", "17xNelson" e o monólogo "A Geladeira", dir. Nelson Baskerville; "Sonho De Uma Noite De Verão", dir. Kleber Montanheiro; "O Homem, A Besta e A Virtude", dir. Marcelo Lazzaratto; "Um Dia Quase Igual aos Outros", dir. Neyde Veneziano; "Pornô Falcatrua", dir. Gustavo Machado; "Quem Tem Medo de Curupira", dir. Debora Dubois; "Clássicos do Circo" e "O Burguês Fidaldo", dir. Hugo Possolo; "Uma Trilha Para Sua História", dir. Gustavo Kurlat.

- Katia Calsavara  é atriz e bailarina. Atuou nas peças “Roberto Zucco”, “Sa tyros Satyricon”,  “Criança Cidadã”, “Vestido de Noiva”,  “Liz ”,  ”Adormecidos ”, “Não Morrerás ” e  “Não Vencerás ”, da Cia Os Satyros; “Do Outro Lado da Rua”, do Núcleo Experimental. No cinema, atuou no longa “Tudo Vai Ficar da Cor que Você Quiser ”, de Letícia Simões.

- José Sampaio atua nas artes cênicas em projetos autorais e performativos desde 2007, em diversas companhias de São Paulo, entre elas, Os Satyros, Andar 7, ExCompanhia, Corpos em Fluxo em trabalhos premiados com Shell, APCA e CPT. Pesquisa novas mídias, através de vídeo-performances, áudio-séries, como nos projetos "O Enigma Voynich", contemplado pelo programa de ação cultural PROAC e "Teatro APP". No audiovisual, trabalhou nas premiadas séries "A Menina Sem Qualidades" e "O Negócio" e em curtas-metragens de novos diretores.

- Bárbara Salomé  é atriz e palhaça. Atualmente faz parte do Coletivo ah!gente Secreto. Atuou nos espetáculos "Roberto Zucco" e "Mitos Indígenas", da Cia Os Satyros; "Fausto in Progress", do Andar 7; "EU - Negociando Sentidos", com a ExCompanhia de Teatro, na Alemanha; "Por Acaso, Navalha” da Companhia Caxote; "Do Lado Direito do Hemisfério", da Cia. Afeta. Fez turnê pela Europa com o espetáculo "Servos de Pan". Estreou a primeira série brasileira em áudio binaural "O Enigma Voynich", e na TV teve participação na série "Rua Augusta", do canal TNT.

Fezu Duarte  é diretora e atriz. Atuou nas montagens "O Escritor", de André Santana; "Pode Ser que Seja Só o Leiteiro Lá Fora", de Caio Fernando Abreu; "Versões Urbanas" e "Ópera do Malandro", direção de Gabriel Vilella; "Olhares de Perfil - O Mito de Greta Garbo", de Roberto Cordovani; "Na Cama com Tarantino", de Marcos Ferraz; Dirigiu e atuou em diversos espetáculos da Cia de Teatro Rock. Na direção ganhou prêmios, como, FEMSA Coca Cola em "A Sessão da Tarde" e Prêmio Qualidade Brasil em "Lado B Mudaram as Estações".

Dyl Pires é ator e poeta. Cofundador da Abominável Cia, participou dos espetáculos “Morte e Vida Severina”, “Viva El Rei D.Sebastião”, “Paixão Segundo Nós”; Atuou em “Roberto Zucco", “Satyros Satiricon", “Édipo na Praça”, “Edifício London”, “E se Fez a Humanidade Ciborgue em 7 Dias” da Cia Os Satyros; “Você Está Livre”, com a Cia Teatro Sem Censura. Autor dos livros: “O Perdedor de Tempo”, “O Torcedor ” e  “Éguas”.

- Nina Morena estreou aos 8 anos de idade na peça "Elas por Elas"; Em NY participou do The Hampton Shakespeare Theater Festival em "A Tempestade”; Também trabalhou em Lisboa com a peça “Aonde Está Você Agora?”; Participou das peças “A Filha da...” com Marília Pêra e do “Auto da Barca do Inferno", Brício” A incrível Confeitaria do Sr. Pellica", “Garagem”, de Gustavo Paso, e "Jogo Aberto", direção de Isser Korik. Fez os musicais “A Arca de Noé- Vinícius para Crianças” e “Aida- o Musical” Na TV integrou o elenco de "A Grande Família", "Por Toda a Minha Vida-Frenéticas", na minissérie “Um só Coração” e a novela “Páginas da Vida”, na rede Globo. No Multishow protagonizou a série “Quase Anônimos”. Foi elenco de “Cúmplices de um Resgate” no SBT. No cinema, protagonizou “Um Romance de Geração” e participou dos longas “Mulheres do Brasil”,  de Malu de Martino, e "Mulheres Sexo Verdade Mentiras", de Euclydes Marinho.

- Ernani Sanchez é formado em Teatro pela Universidade Anhembi Morumbi. Ator, palhaço, músico e diretor profissional há quinze anos. Passou pelo C.P.T. com coordenação de Antunes Filho e lá ficou por um ano. Atuou nas peças “ANTIdeus”, texto e direção de  Carlos Canhameiro, “A Vida Dela”,  de Priscila Gontijo com direção de Mario Vedoya; “Um Circo de Rins e Fígados”, dirigido por Gerald Thomas, “A Mandrágora”, com direção de Eduardo Tolentino, entre outras montagens. No cinema atuou no longa “Corpo Elétrico” de Marcelo Caetano, no longa “Tardes Livres” de Renato Chiappetta e no curta metragem “14 bis” de André Ristum. Na TV atuou nas séries “Zé do Caixão” no canal Space, “Gigantes do Brasil” para o canal History Channel, “A Garota da Moto”  pelo SBT, “Rotas do Ódio” pela Universal, “Rio Heroes” pela Fox, além de participações no programa “As Olívias na TV” no Multishow.

FICHA TÉCNICA

Texto: Michelle Ferreira
Direção: Vanessa Guillen
Elenco: Bárbara Salomé, Deborah Graça, Dyl Pires, Ernani Sanchez, Fernando Fecchio, Fezu Duarte, José Sampaio, Katia Calsavara e Nina Morena
Cenografia: Márcia Pires
Iluminação: Rossana Boccia
Figurino: Fernando Fecchio
Trilha sonora: Peter Mesquita
Fotos: Ricardo Lopes

TERRA DOS OUTROS FELIZES – O JOGO DOS AMIGOS IMAGINÁRIOS
Local: Teatro dos Arcos (Rua Jandaia, 218. Bela Vista. Tel: 11 3101-8589)
Estreia: 02 de setembro
Temporada até: 24 de setembro
Apresentações: sábados e domingos, às 19h. Capacidade: 70 lugares
Ingresso: Grátis (entrega de convites no local uma hora antes da sessão)
Duração: 90 minutos
Classificação etária: 12 anos 
 Foto: Ricardo Lopes

TEATRO DOS ARCOS
Horário de funcionamento da bilheteria: somente nos dias de apresentação, uma hora antes.
Acesso para cadeirantes
Ar-condicionado
Estacionamento conveniado: Avenida Brigadeiro Luiz Antônio, 502. Valor: R$ 20,00



'Amigos que a corrida me deu' será o lançamento no Lyceu Escola de Dança

|


O lançamento do grupo "Amigos que a corrida me deu" no dia 16 de setembro, às 20h, no Lyceu Escola de Dança, rua das Palmeiras, 19, em Botafogo,  RJ, marca o nascimento de um grupo esportivo integrado por amigos que se conheceram durante participações em corridas pelo Brasil e mundo afora.  A reunião  contará com a presença de atletas das várias categorias de corrida de fundo (maratona, ultra, meia-maratona...) , de personalidades que se dedicam ao esporte mas são célebres  em outras áreas (artistas, jornalistas, escritores...),  com depoimentos emocionantes baseados em experiências de  vida e  exemplos de superação,  e uma "exibição"  de dança mix (na verdade uma divertida brincadeira  dada pelo professor Miro Barcelos do Lyceu)  aos presentes ao evento. Toda uma ação capitaneada pela cantora e compositora Telma Tavares, que também foi atleta amadora e continua sendo uma amante dos esportes. Isabella Tavianiconvidada para comparecer ao evento, irá presentear o grupo com uma música-tema. Canção que, certamente, será interpretada pelos integrantes em seus próximos encontros e carro-chefe nas  playlists de suas corridas. 


"Amigos que a corrida  me deu" é uma homenagem à amizade e aos seus mais emblemáticos representantes: os corredores.  Um grupo de amigos que se dedica às diferenciadas formas de corrida,  projetado para aproximar integrantes, promover a sociabilização, gerar  amizades sinceras e  que nasce sob as bases saudáveis de um esporte praticado por atletas de elite mas, também, por indivíduos impulsionados apenas pelo gosto, pelo prazer em praticar uma das modalidades mais apreciadas do atletismo.

Tudo será  realizado de forma espontânea, segundo a vontade de cada componente do grupo.  Participantes ou não dos encontros amistosos, comemorações, campanhas solidárias e de utilidade pública etc e tal, são todos muito bem-vindos. Em um mundo combalido como o nosso e, atualmente, necessitando cada vez mais de ações pró-ativas e saudáveis, o surgimento deste Grupo (em julho deste ano)  é quase uma luz no fim do túnel" . Àqueles que, inicialmente apenas participarem do convívio e encontros esportivos serão tratados de forma  igualitária, sem regimes hierárquicos. E se, posteriormente, puderem ou quiserem engajar-se em diversas atividades, também poderão fazê-lo (ou não) a qualquer momento. Afinal,  o grupo formou-se recentemente  e  todos nós temos nossas atividades e compromissos pessoais. Às vezes, nossas boas intenções esbarram em compromissos e responsabilidades inadiáveis. Isso não diminui, em nada, o valor de cada contribuição. E os principais lemas do grupo, vale relembrar, são a liberdade e a autonomia.

Com integrantes  de algumas partes do país (e até fora dele), o grupo tem corredores  que já empreenderam  diferentes distâncias e percursos, participaram de grandes eventos,  sempre privilegiando o contato humano, a amizade verdadeira, procurando cultivar as boas relações, a união, e o companheirismo entre seus integrantes. Como passam muitas horas, dias e até semanas  desfrutando dos mesmos espaços e partilhando de um mesmo cotidiano, tornou-se primordial que o convívio entre eles fosse alvo de concessões e ajustes por cada um desses cidadãos.  Mas tudo sem deixar de observar as individualidades. Certamente, uma tarefa nada fácil, mas com objetivos  que fizeram valer à pena.  Cultivar, valorizar, perpetuar o valor das amizades nascidas em função da formação deste grupo foram prioridades intocáveis para essas pessoas que conseguem conviver em plena democracia. Uma democracia real, desprovida de competições e rivalidades, confeccionada sob a égide do companheirismo, do auxílio mútuo, do respeito. O mote é o estreitamento de laços aos moldes "amigos sem fronteiras", sem discriminações de etnias, raças, credos...sem hierarquias ou disputas de poder. 

Mas, questionariam alguns, "como pode não haver rivalidades entre um grupo de competidores?". Fácil de explicar: a competição é interna, consigo mesmo,  nunca entre os componentes do grupo. Ao contrário, a cada evento orquestrado pelo grupo "Amigos que a corrida me deu" seus integrantes irão procurar incentivar os companheiros no rompimento de barreiras e metas. A disputa será consigo mesmo, não entre eles. O que já vinha ocorrendo quando ainda eram apenas alguns poucos amigos e não o recém-formado grupo atual.

Esta é a intenção : propagar os lemas de uma  providencial iniciativa que pode encampar uma legião de pessoas, principalmente jovens,  encaminhando-as por  trajetos mais salutares e  elaborados em bases democráticas e solidárias. Claro, nem precisamos mencionar o quanto tais iniciativas são, atualmente, necessárias.  Saúde, esporte, amizade, laços afetivos de toda ordem são itens básicos para a formação de uma sociedade sem vícios, produtiva e feliz. 

No entanto, para serem devidamente amplificadas, tais ações necessitam de apoios e incentivos. O grupo "Amigos que a corrida me deu", apesar de criação recente (09/07/2017), já obteve apoios 
de empresários e profissionais liberais, dos próprios participantes, e até  apoios externos. Para melhor divulgação e ampliação deste grupo que surge como uma boa notícia para a nossa sociedade, a necessidade desses incentivos é fundamental!


Fotos: Divulgação

Festival Macaé de Cultura e Gastronomia começa nesta quinta

|


Com o tema "Nas Mãos do Chef" e pratos comercializados por R$ 20, o já tradicional Festival de Cultura e Gastronomia chega à oitava edição com a proposta de consolidar o município como destino gastronômico regional e contribuir com o desenvolvimento econômico e turístico. O evento faz parte do calendário oficial da cidade e acontece, neste ano, entre os dias 17 e 20 de agosto, na orla da Praia dos Cavaleiros. Atrações gastronômicas, musicais, literárias, além das ações na Cozinha Show Todeschini, fazem parte da programação. A expectativa é que cerca de 20 mil pessoas compareçam nos quatro dias de festa.
Dezoito pratos serão comercializados nos estandes instalados na praça de alimentação. Além disso, o evento também conta com dez food bikes com variedades de doces. Produtos orgânicos, prato vegano, alimentos naturais e coleta seletiva de lixo também estão incluídos na programação.
Um espaço kids faz parte do cenário do festival, com opções de entretenimento e lazer. O artesanato regional terá seu espaço garantido. O evento conta também com a quinta edição da Ciranda Literária de Macaé (CLIM), oferecendo arte e cultura com autores, escritores e títulos numa vasta programação. A Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), o Serviço Social da Indústria (Sesi) vão oferecer três palestras por dia, das 16h às 17h, das 18h às 19h e das 20h às 21h na Unidade Móvel Sustentável do Programa: um caminhão com cozinha adaptada, com espaço interno climatizado e capacidade para acomodação de 24 participantes. Serão realizadas palestras com degustação, ministradas por equipe composta por nutricionista e auxiliar de cozinha, com carga horária de aproximadamente uma hora cada.
O festival acontece nesta quinta-feira (17) e sexta-feira (18) a partir das 18h. Já no sábado (19) e domingo (20), o festival tem início a partir das 10h. Todos os dias as atividades encerram à meia-noite, com exceção do domingo, quando termina às 20h.

A Prefeitura de Macaé proporciona ao festival o apoio logístico, com a participação das secretarias municipais de Mobilidade Urbana, Ordem Pública, Infraestrutura e adjuntas de Comunicação e Turismo. O Festival também vai contar com a parceria da programação esportiva do Festival de Inverno do município.

Foto: João Barreto

Búzios realizará 1º Fórum de Vigilância em Saúde

|


No campo da saúde, a vigilância está relacionada às práticas de atenção e promoção da saúde dos cidadãos e aos mecanismos adotados para prevenção de doenças. Além disso, integra diversas áreas de conhecimento e aborda diferentes temas, tais como política e planejamento, territorialização, epidemiologia, processo saúde-doença, condições de vida e situação de saúde das populações, ambiente e saúde e processo de trabalho. A partir daí, a vigilância se distribui entre: epidemiológica, ambiental, sanitária e saúde do trabalhador.

A vigilância epidemiológica reconhece as principais doenças de notificação compulsória e investiga epidemias que ocorrem em territórios específicos. Além disso, age no controle dessas doenças específicas.

A vigilância ambiental se dedica às interferências dos ambientes físico, psicológico e social na saúde. As ações neste contexto têm privilegiado, por exemplo, o controle da água de consumo humano, o controle de resíduos e o controle de vetores de transmissão de doenças – especialmente insetos e roedores.
As ações de vigilância sanitária dirigem-se, geralmente, ao controle de bens, produtos e serviços que oferecem riscos à saúde da população, como alimentos, produtos de limpeza, cosméticos e medicamentos. Realizam também a fiscalização de serviços de interesse da saúde, como escolas, hospitais, clubes, academias, parques e centros comerciais, e ainda inspecionam os processos produtivos que podem pôr em riscos e causar danos ao trabalhador e ao meio ambiente.

Já a área de saúde do trabalhador realiza estudos, ações de prevenção, assistência e vigilância aos agravos à saúde relacionados ao trabalho.

A Prefeitura de Búzios convida para o 1º Fórum de VIGILÂNCIA EM SAÚDE, dia 17 de agosto, às 18 horas no Cine Teatro Rasa no Inefi, em Búzios, no Rio de Janeiro.


Peça 'Não Vamos Pagar!' reestreia no Teatro Folha

15 agosto 2017 |


A comédia “Não Vamos Pagar!” do dramaturgo italiano Dario Fo inicia temporada no Teatro Folha dia 1º de setembro e fica em até 22 de outubro, com sessões de sexta-feira a domingo. Dirigida por Inez Viana, a peça, num ritmo dinâmico e divertido, mostra as hilariantes situações que envolvem as personagens Antônia e Margarida, donas de casa que fazem de tudo para manter suas finanças sob controle.

Antônia acaba de perder o emprego. Seu marido, João, trabalha em uma fábrica ameaçada de ser fechada. Em protesto contra aumento de preços, um grupo de mulheres decide invadir e saquear um supermercado. Entre elas, Antônia, que a partir daí se envolve em uma sequência de peripécias. O marido, cheio de valores e princípios éticos, prefere morrer de fome a fazer algo ilegal – e não faz ideia do que sua mulher tem feito. Somam-se a isso os problemas criados pela amiga Margarida, relutante em ajudá-la, e os vários encontros e incidentes com a polícia.

Na montagem tudo acontece de maneira muito ágil, graças ao elenco formado por Virginia Cavendish, idealizadora e produtora do projeto, Marcello Airoldi, Zéu Britto, André Dale e Luísa Vianna. O espetáculo estreou em 2014 e já percorreu 26 cidades, em temporadas de sucesso.
Os diálogos escritos por Dario Fo são ágeis, inteligentes e cheios de sátiras políticas. A diretora Inez Viana observa que a peça é muito atual porque as personagens vivem em crise financeira bem parecida com a que os brasileiros experimentam no momento. Ao mesmo tempo o texto permite que os atores brilhem e se divirtam nas situações cômicas. “É notória a inspiração de Dario Fo no popular para chegar ao erudito, mantendo a crítica, sempre no tom satírico, político e mordaz, sem perder a poesia e a esperança em dias melhores”, destaca a diretora Inez Viana.

SOBRE O AUTOR

Dario Fo é ganhador do Prêmio Nobel de Literatura de 1997. Ator, diretor e dramaturgo italiano, escreveu mais de 40 espetáculos, encenados em mais de 50 países. Sua obra apresenta um importante e crítico retrato da sociedade contemporânea. Na última década teve adaptações importantes em países como Alemanha, França, Rússia, China, Índia e Japão.

SOBRE A DIRETORA

Inez Viana é a diretora do OmondÉ, cia de teatro que fundou em 2009 com mais 9 atores e que realizou as seguintes peças: “As Conchambranças de Quaderna”  (2009) de Ariano Suassuna, “Os Mamutes” (2011) de Jô Bilac e “Nem Mesmo Todo o Oceano (2013) de Alcione Araújo. Fora da Cia OmondÉ, dirigiu os espetáculos: “Amor Confesso” (2011) de Arthur Azevedo; “Maravilhoso”, de Diogo Liberano (2013), “Cock - Briga de Galo”, de Mike Bartlett (2014), “Meu Passado me Condena”, de Tati Bernardi (2014) e “O que Você Vai Ver” (2014), livremente inspirado em All That Fall, de Samuel Beckett.
Foi indicada aos prêmios APTR por “As Conchambranças de Quaderna” e “Amor Confesso”. Ganhou o Prêmio Contigo pela peça  “As Conchambranças de Quaderna”  e Prêmio FITA pela montagem “Os Mamutes”.

SOBRE  O ELENCO

Virginia Cavendish - Atriz e produtora da peça “Não Vamos Pagar!”. Participou de diversas novelas e seriados de televisão, como, “Mandrake”, “Andando nas Nuvens”, “O Cravo e a Rosa”, “As Filhas da Mãe”, “A Grande Família” e “Malhação”. Apresentou na tv o programa sobre cinema “tnt+filme”. No teatro trabalhou com diretores renomados como Antunes Filho, João Falcão, Hamilton Vaz Pereira e Mário Bortolotto. Fez, no cinema, filmes de sucesso como “O Auto da Compadecida” e “Lisbela e o Prisioneiro”, dirigidos por Guel Arraes. Por esse trabalho, ganhou os prêmios Qualidade Brasil 2004 de Melhor Atriz Coadjuvante no Rio de janeiro e em São Paulo. Atuou como protagonista no longa-metragem “Através da Sombra”, de Walter Lima Jr., produzido por ela e por Maria Dulce Saldanha, da Cinelândia Produções. Com esse filme, foi premiada como Melhor Atriz no XII Fantaspoa e no 10º Fest Aruanda.

Marcelo Airoldi - Ator, diretor e dramaturgo. Trabalhou em diversas novelas e seriados, como “Viver a Vida”, “Sol Nascente”, “Geração Brasil”, “Por Toda Minha Vida - Adoniran Barbosa”, “Malhação”, “Psi”, entre outros. No cinema recebeu prêmio de melhor ator coadjuvante no Los Angeles Brazilian Film Festival pelo trabalho em “Onde Está a Felicidade?”.  Participou de filmes como “Flores Raras”, “Amor em Sampa”, “De Onde eu te Vejo”, “Do Lado de Fora”, “Pequeno Dicionário Amoroso 2”, “SOS Mulheres ao Mar”. No teatro, recebeu prêmio Arte Qualidade Brasil de melhor ator de comédia pelo espetáculo “Intocáveis”. Atuou em peças como “La Estupidez”, “Huis Clos - Entre 4 Paredes”, “Um Segundo e Meio”,”Pessoas Absurdas”, “Os Penetras”, entre outras.

Luísa Vianna - Atriz e cantora. Seu último trabalho no teatro foi “Gabriela - Um Musical” de João Falcão (prêmio Bibi Ferreira de Melhor Musical Brasileiro/2016). Participou ainda das montagens acadêmicas “The Book of Mormon” (UNIRIO) e  “A Festa Selvagem” (CAL). É formada em música pelo Coral dos Canarinhos de Petrópolis, cidade onde nasceu. Este ano, também se formou em Jornalismo pela UFF, curso cuja conclusão resultou em um livro-ensaio sobre teatro e autismo.

André Dale - Ator do Grupo Conexão do Bem, que realiza intervenções teatrais nos hospitais da rede pública do Rio de Janeiro. Foi indicado ao prêmio Qualidade Brasil como melhor ator pela peça “Valentin”. Em 2010 participou de “Escola de Moliéres”, direção de Amir Haddad, e integrou o elenco do Grupo Tá Na Rua em 2011 e 2012. Atuou na tv em “A Grande Família”, “Os Caras de Pau” e “Duas Caras” na Globo, e na série “Os Milagres de Jesus”, da Record. No cinema, atuou em “Muita Calma Nessa Hora 2” e “Tim Maia”.

Zéu Britto - Ator, músico e apresentador. Fez espetáculos como “Camila Baker” e “Decameron”. Cantou nas trilhas dos filmes “Lisbela e o Prisioneiro”, “Meu Tio Matou um Cara”, “A Máquina” e “Capitães de areia”. Apresentou os programas “Retalhão” e “Zéu de Estrelas”, ambos no Canal Brasil. Na tv marcou participou de projetos como “Carga Pesada”, “A Diarista”, “Malhação”, “Sexo Frágil”, “Sítio do Picapau Amarelo”, “Gabriela”  e “Saramandaia”.

FICHA TÉCNICA
Idealização: Virginia Cavendish
Autoria: Dario Fo
Tradução: José Almino
Direção: Inez Viana
Elenco: Virginia Cavendish (Antônia), Marcello Airoldi (João), Luísa Vianna (Margarida), André Dale (Luís) e Zéu Britto (sargento, capitão e pai).
Iluminação: Renato Machado
Direção musical: Ricco Vianna
Figurino: Juli Videla
Cenário: Omar Salomão
Cenotécnica: André Salles
Design gráfico: Omar Salomão
Produção Executiva: Paulo Ferrer e Marcella Castilho
Assistente de Produção Executiva: Barbara Balian
Direção de Produção: Virginia Cavendish
Realização: Casa Forte SP Produções Artísticas


“NÃO VAMOS PAGAR!”
Local: Teatro Folha
Estreia: 1º de setembro de 2017
Temporada até: 22 de outubro de 2017
Apresentações: sexta-feira, às 21h30; sábado, às 20h e 22h, e domingo às 20h
Ingresso: R$60,00 (setor 1) e R$40,00 (setor 2) às sextas-feiras; R$70,00 (setor 1) e R$50,00 (setor 2) aos sábados e domingos 
Duração: 95 minutos
Classificação etária: 12 anos  

TEATRO FOLHA

Shopping Pátio Higienópolis - Av. Higienópolis, 618 / Terraço / tel.: (11) 3823-2323 - Televendas: (11) / 3823 2423 / 3823 2737 / 3823 2323 Site:www.teatrofolha.com.br 
Vendas por telefone e internet/ Capacidade: 305 lugares / Não aceita cheques / Aceita os cartões de crédito: todos da Mastercard, Redecard, Visa, Visa Electron e Amex / Estudantes e pessoas com 60 anos ou mais têm os descontos legais / Clube Folha 50% desconto / 50% de desconto para funcionários e clientes do Cartão Renner. Horário de funcionamento da bilheteria: de terça a quinta, das 15h às 21h; sexta, das 15h às 00h; sábado, das 12h às 00h; e domingo, das 12h às 19h / Acesso para cadeirantes / Ar-condicionado / Estacionamento do Shopping: R$ 14,00 (primeiras duas horas) / Venda de espetáculos para grupos e escolas: (11) 3104-4885, (11) 3101-8589, (11) 97628-4993 / Patrocínio do Teatro Folha: Folha de S.Paulo, CSN, LG, Privalia, Nova Chevrolet, Wickbold, Owens, Teleperformance e  Grupo Pro Security.

SOBRE A CONTEÚDO TEATRAL

O grupo empresarial paulista Conteúdo Teatral atua há mais de quinze anos em duas vertentes: gestão de salas de espaços e produção de espetáculos. Como gestora é responsável pela operação do Teatro Folha, no Shopping Pátio Higienópolis, com direção artística de Isser Korik e direção comercial de Léo Steinbruch, programando espetáculos para temporada em regime de coprodução. No período de atuação a empresa soma mais de 2 milhões de espectadores.

Como produtora de espetáculos, viabilizou dezenas de peças, como “Gata Borralheira”, “O Grande Inimigo”, “Os Saltimbancos”, A Pequena Sereia”, Grandes Pequeninos”,  “Branca de Neve e os Sete Anões”, “A Cigarra e a Formiga”, “Cinderela” e “Chapeuzinho Vermelho” para as crianças. Para os adultos foram realizadas, entre outras montagens, “A Minha Primeira Vez”, “Os Sete Gatinhos”, “O Estrangeiro”, Senhoras e Senhores”, “O Dia que Raptaram o Papa”, “E o Vento Não Levou”, “Equus” a trilogia “Enquanto Isso...”, além de projetos de humor – como “Nunca Se Sábado...” e “IMPROVISORAMA” – Festival Nacional de Improvisação Teatral. Em parceria com Moeller e Botelho produziu os Musicais “Um Violinista no Telhado”, “Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos”, “Nine – Um Musical Felliniano” e “Beatles num Céu de Diamantes”.
 Foto: Edson Lopes Jr.



'E se meus retalhos fossem de cetim?', uma homenagem a Benito di Paula

|


Admirador de Benito di Paula, o cantor e compositor Marcello Furtado irá prestar uma homenagem ao  grande compositor  no dia 15 de setembro, às 19h30, no Centro da Música Carioca Artur da Távola, Sala Paulo de Moura, com um espetáculo  exclusivamente costurado por algumas de suas canções  mais emblemáticas. Músicas que falam de amor, do universo feminino,  de vida, arte, e  com hits que marcaram a carreira deste artista brilhante e atemporal. Baseado no título de um  dos seus maiores sucessos, "E se  os meus retalhos  fossem de cetim?"  relembrará momentos de uma c arreira construída com melodias, letras e harmonias apropriadas para uma época em que tais ingredientes eram fundamentais na conquista de um público  acostumado à músicas de qualidade e com o melhor da MPB. Com uma voz  aveludada, afinadíssimo,  e  uma trajetória que  inclui  passagens por bandas, incursões em formato solo e até musicais famosos, Marcello Furtado têm todos os requisitos necessários para interpretar  a bela obra de  Benito,  sem macular o repertório deste ícone de nossa músicas. Tudo, naturalmente, com personalidade e releituras absolutamente pessoais.

O espetáculo a ser apresentado em uma das casas de espetáculo mais conhecidas da Tijuca, no Rio, tem direção geral da cantora, compositora e amiga Telma Tavares, e contará com a participação especial do compositor e poeta Paulo César FeitalFeital,autor de inúmeras pérolas da música brasileira como, por exemplo, "Saigon" (é um dos  autores da  canção imortalizada por Emílio Santiago), ganhou, recentemente, o "Estandarte de Ouro", de O Globo, pelo samba da Unidos do Viradouro "Alabê de Jerusalém".PC Feital também foi um dos autores do samba que a Mocidade Independente de Padre Miguel levou para a Avenida neste último carn aval.

No repertório de "E se os meus retalhos fossem de cetim?", onde Marcello Furtado será acompanhado por um trio formado de baixo, piano e bateria,  músicas como : "Retalhos de Cetim", "Ah, como eu amei", "Bandeira do Samba", "Mulher Brasileira", "Charlie Brown", "Maria, baiana, Mariá", "Do jeito que a vida quer", "Osso duro de roer", "Tudo está no seu lugar" dentre inúmeras outras. O Centro da Música Carioca Artur da Távola fica no endereço: Rua Conde de Bonfim, 824 - Tijuca,- telefone(21) 3238-3831 Os ingressos custarão apenas R$20,00 e R$10,00.
 
Marcello Furtado, dados biográficos
Cantor e compositor que já está na estrada há alguns anos, Marcello Furtado tem personalidade, carisma e um compromisso com a qualidade musical. Foi integrante do Fina Stampa, conjunto que foi indicado ao Prêmio Sharp, em 96, na categoria "Grupo de Samba". Marcello também emprestou sua voz para homenagear Noel Rosa no projeto "Coisas Nossas". O artista também é um dos responsáveis pelo sucesso do Lapa 40ºGraus, de Carlinhos de Jesus, onde atuou, por mais de oito anos, com a Banda Sygnus  (com a qual se apresenta, esporádicamente, até hoje). Por falar em Banda Sygnus, em junho de 2007, a gravadora LGK/EMI convidou Marcello Furtado para ser o diretor musical do projeto “O Baile - Dança de Salão”, ao lado da Signus. O show, gravado no Canecão - RJ, teve participações de Beth Carvalho, Luiz Melodia, Tânia Alves, Trio Virgulino, Léo Maia e Karla Sabah, e o  projeto foi lançado em CD e DVD.

Marcello Furtado, paralelamente e além  dos projetos pessoais, também sempre foi  muito solicitado para participar de vocais e gravações com grandes artistas, como Alceu Valença, Alcione, AraKetu, Jorge Aragão, Joanna, Dudu Nobre, BocaloKa, Leandro Sapucahy, Marcelo D2, Beth Carvalho, além de participar, há mais de 15 anos, do coro que figura no CD do Grupo Especial das Escolas de Samba do Rio de Janeiro

Desde menino, os dotes musicais de Marcello afloraram. Aos doze anos já era integrante da Ala de Compositores do Bloco Xodó da Piedade. Mais tarde, foi convidado para pertencer à Ala de Compositores do G.R.E.S. Unidos de Vila Isabel. Suas participações em festivais de música lrenderam  diversos prêmios, como intérprete e compositor. Um dos mais importantes foi o Festival da Universidade Gama Filho,  do qual foi vencedor com o samba "Crioula Dengosa".

No inicio dos anos 90, Marcello foi convidado para cantar no Café Nice, uma das casas mais badaladas da noite do Rio de Janeiro, do então famoso circuito Chico Recarey. Logo em seguida, Oswaldo Sargentelli o convidou para participar, como cantor, do seu famoso  “Show de Mulatas”.

"E se os meus Retalhos fossem de Cetim?" - com Marcello Furtado 

(Participação especial: Paulo César Feital (compositor, poeta, ganhador "Estandarte de Ouro")
Centro da Música Carioca Artur da Távola - Sala Paulo Moura
Dia 15 de setembro, 19h15m

Rua Conde de Bonfim, 824 - fone -  3238 3831 - Tijuca
Ingressos - R$20,00 (inteira) e R$10,00 (meia)
Direção geral - Telma Tavares 


Foto: Divulgação


Na última segunda-feira (14), o portal Acesso Cultural e Leonardo Almeida Assessoria de Imprensa reuniu no Memorial da América Latina alguns famosos para prestigiarem a exposição do Castelo Rá-Tim-Bum, sucesso da TV Cultura. Durante a exposição os artistas foram acompanhados pela Cia dos Reis, que interpretaram os personagens Zeca (Guilherme Ludvig), Nino (Pietro Alonso),Pedro (Lucas Bamonte), Biba(Emily Motta), Dr. Abobrinha(Rodolfo Bellarosa) e a irreverente bruxa Morgana (Guty Ávila).

Entre os famosos presentes estavam a cantora Adryana Ribeiro(46), a ex-MasterChef Aritana Maroni(36), o apresentador e colunista Marcelo Bandeira(41), o vocalista da Banda Magnólia Fe Machado(29) e o cantor Dom M(18).

Além de conhecer os 22 ambientes que reproduzem com o máximo de fidelidade o desenho original do seriado, os visitantes também poderão se divertir aos finais de semana com espetáculos de teatro e projeções gratuitos na Praça da Sombra, onde o Castelo foi construído.

A Exposição – Rá-Tim-Bum, o Castelo continua recebendo visitas de terça a sexta-feira, das 9h às 21h, e aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 22h. Os ingressos estão à venda na bilheteria do Memorial, que fica em frente ao Castelo, e também pelo site www.ratimbumocastelo.com.br. O valor permanece R$ 20,00 (meia-entrada, R$ 10).

Rá-Tim-Bum, o Castelo
Data: Até 30 de setembro de 2017
Local: Memorial da América Latina – Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 – Barra Funda
Visitações: Terça a sexta-feira, das 9h às 21h; sábados, domingos e feriados, das 9h às 22h
Ingressos: Bilheteria do Memorial ou www.ratimbumocastelo.com.br
Funcionamento da bilheteria: Terça a sexta-feira, das 9h às 18h; sábados, domingos e feriados, das 10h às 20h
Classificação livre
Projeções – 19h30 e 21h | Teatro – 10h30, 11h30, 12h30, 13h30, 14h30, 15h30, 16h30 e 17h30 - Entrada Gratuita

Foto: Marcelo Moreira/OlecramPhotos

‘Marcia Peltier Entrevista’ Leandro Chevitarese na Rádio JB FM

13 agosto 2017 |


O Programa Marcia Peltier Entrevista na rádio JB FM  traz  na semana  de 14 a 20 de  agosto a  conversa com o professor e doutor em Filosofia, Leandro Chevitarese.

Ela deu recentemente um curso com o tema ''Ética:Um Percurso Histórico’’',na Casa do Saber do Rio de Janeiro.


Leandro fez Doutorado em Filosofia na PUC-RJ, é professor adjunto de Filosofia do Departamento de Educação e Sociedade da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e também  professor convidado da Especialização em Filosofia Contemporânea da PUC-RJ.

 Durante a conversa com Marcia Peltier, ele fala sobre a definição de  ética,explica a diferença entre ética e moral, comenta se existe uma ética ‘’do bem’’ e uma ética ‘’do mal’’ e aborda dilemas éticos contemporâneos como:a liberdade de expressão,a privacidade e a eutanásia.

 Você não pode perder  Leandro Chevitarese   no Marcia Peltier Entrevista na rádio JB FM  (99.9),em duas edições :de segunda à sexta,pela manhã  às 7h50 e  à noite,às 18h15,dentro do Painel JB.E aos sábados e domingos às 10h e 
18h

E a partir de 21/08 você vai poder ouvir a entrevista também no site da JB FM(www.jb.fm).


Fotos: Divulgação

Famosos se divertem no Arraiá Hode Luã, na Zona Oeste do Rio

|


O casal Laura Keller e Jorge Souza, Camila Silva, David Brazil, Leo Dias e outros famosos se divertem no Arraiá Hode Luã, em Guaratiba, zona oeste do Rio na noite de ontem, dia 12 de agosto.


Também estavam presentes o técnico de futebol Joel Santana, a musa da Mocidade Independente de Padre Miguel, Giovanna Angélica, a Rainha de Bateria da Estácio de Sá, Elaine Azevedo, David Brazil, a esteticista Jarciária Matos e seu marido Domingos Matos e a Dra. Denise Portugal e seu marido João Cosenza.


A festa teve como atração: o trio sertanejo Dechris, que agora faz parte do casting da Universal Music. 





Fotos: Daniel Pinheiro/Divulgação


Cia. Repentistas do Corpo se apresenta em Piracicaba com 'Tupiliques - O Espetáculo'

10 agosto 2017 |


O Espetáculo é um cruzamento entre dança, teatro, música e percussão corporal em movimento. O trabalho é inspirado no livro “Tupiliques – Heranças Indígenas no Português do Brasil”, do escritor César Obeid, que se utilizou do Limerique para rimar palavras indígenas, de origem Tupi, assimiladas ao português falado no Brasil. O limerique é uma forma de poesia inglesa escrita em estrofes de cinco versos que apresentam situações engraçadas ou absurdas.
Sobre a Cia
A Cia. Repentistas do Corpo, fundada em 2001, é formada por artistas do cenário da dança contemporânea brasileira que trazem significativa bagagem artística e cultural associada à proposta de pesquisa consistente e inovadora. A sua linha de investigação prática é a mistura entre a dança, o teatro, a música e a percussão corporal em movimento buscando os possíveis pontos de convergência e fricção entre estas linguagens e a sua abordagem conjunta. A inspiração para tanto vem das diferentes manifestações da cultura brasileira e suas identidades; especialmente a literatura, a música e as festas. Desta forma, encontra novos significados para seu discurso poético e a maneira de estar no mundo; sempre em movimento, com um corpo brasileiro.

Oficina de "Percussão Corporal em Movimento"
A Atividade artística estimula a participação de toda a família e consiste na improvisação de movimentos, ritmos e percussão corporal, conduzida pelos artistas da Cia.Repentistas do Corpo e com trilha sonora executada por uma banda, ao vivo.
16 de agosto às 14:00 hs
30 vagas – Gratuito
Classificação: Livre para todos os públicos
Sesi Piracicaba
Av. Luiz Ralph Benatti, 600 - Vila Industrial- Piracicaba – SP
Informações: (19) 34035928 

"Tupiliques - O Espetáculo"
17 de Agosto, às 14:00hs
Entrada: Gratuita
Classificação:Livre para todos os públicos
320 lugares
Sesi Piracicaba
Av. Luiz Ralph Benatti, 600 - Vila Industrial- Piracicaba – SP
Informações: (19) 34035928
*Retirar ingressos antecipadamente na bilheteria
Foto: Solange Avelino